Angola Formativa
Blogs

Facemash

Facemash, o antecessor do Facebook, foi lançado em 28 de outubro de 2003.1 Inicialmente, o site foi criado pelo estudante da universidade de Havard, Mark Zuckerberg, e três amigos – Eduardo Saverin, Chris Hughes e Dustin Moskovitz. Zuckerberg criou o software para o site Facemash quando ele ainda estava no segundo ano de faculdade. O site foi programado para ser um jogo entre os estudantes de Havard, mostrando aos visitantes duas fotos de estudantes lado a lado para serem escolhidos os mais atraentes. Nos Estados Unidos, jogo conhecido como “hot or not”.

Uma noite, Zuckerberg escreveu em seu blog:

  • Estou um pouco bêbado, confesso. E daí que ainda não é nem 22h e é uma terça-feira? O facebook do dormitório Kirkland está aberto em meu computador e algumas pessoas têm fotos muito feias. Eu até gostaria de colocar algumas ao lado de fotos de animais, daqueles que vemos nas fazendas, para votar quem seria mais atraente.
  • Ok, está funcionando. Não tenho certeza de como esses bichos irão se encaixar nisso tudo (nunca podemos saber quando se trata de animais...), mas eu gosto da ideia de comparar duas pessoas.
  • Que o hacing comece.

 

De acordo com The Harvard Crimson, o jornal dos estudantes, Facemash “usava fotos compiladas tiradas dos anuários on-line das nove Casas, posicionando-as lado a lado, duas por vez, era solicitado que o usuário escolhesse quem seria o indivíduo mais atraente”. Mas para conseguir fazer esse “jogo”, Mark Zuckerberg precisou hackear o sistema de segurança da rede de Havard e copiar as imagens dos estudantes de todos os nove dormitórios para usar no seu site, o Facemash.

 

Até aquele momento, Havard nunca tinha tido um diretório de estudantes com fotos e informações básicas e esse site gerou 450 visitas e 22.000 visualizações de fotos nas primeiras 4 horas de funcionamento. That the initial site mirrored people’s physical community—with their real identities—represented the key aspects of what later became Facebook.

“Talvez Havard acabe com esse site por razões legais e também por não conseguir perceber seu valor como algo que possivelmente seria expandido para outras universidades (talvez até mesmo para aquelas com pessoas bonitas...)”, escreveu Zuckerberg em seu blog. “Mas uma coisa que é certa é que eu sou um babaca por estar criando esse site. Mas enfim.

Eventualmente alguém iria acabar fazendo isso...”. O site foi rapidamente recomendado e espalhado entre vários grupos de diversos campus. No entanto, o site foi fechado pelos executivos de Havard alguns dias depois de seu lançamento. Mark Zuckerberg enfrentou acusações de violação de Copyright, quebra de segurança e do direito à privacidade por roubar as fotos dos estudantes que foram usadas em seu site. Mais tarde, foi expulso da universidade pelas suas ações. Entretanto, todas as acusações foram retiradas.

 

Naquele semestre, Zuckerberg expandiu seu projeto inicial ao criar uma ferramenta de estudo social para um trabalho final de história da arte. Ele publicou 500 imagens da história de Roma em seu site, com uma imagem por página juntamente com uma seção para comentários. Ele abriu o site para seus colegas de turma e eles começaram a dividir anotações. “O professor disse que foi a melhor a melhor nota que ele já deu para um projeto final.

Esta foi minha primeira “hackeada” social. Com o Facebook, eu queria criar algo que tornasse Havard mais aberta”, disse Zuckerberg em uma entrevista para TechCrunch. Em 25 de outubro de 2010, o empresário e banqueiro Rahul Jain leiloou o FaceMash.com para um comprador desconhecido por $30.201 dólares.

Perfil




Deixe um Comentário

Deixe aqui o teu comentário ou a pergunta sobre o tópico para ajudar a comunidade ou para que a comunidade o ajude a si

Indique os 5 números apresentados na imagem abaixo.

security code

Comentários

A carregar os comentários...

©2019 ASGLOBAL // Viana - Luanda - Angola | Webdesign AngolaBYDAS

Voltar ao Inicio