Supremo Tribunal Militar propõe educação patriótica

24-02-2016

O juiz-presidente do Supremo Tribunal Militar, general António dos Santos Neto, defendeu ontem em Luanda a necessidade de se intensificar o trabalho de educação patriótica jurídica em todas as unidades, como forma de combater a indisciplina, deserção e o recurso à justiça por mãos próprias

Avaliar

Comentários (X)

Deixe um comentário...