Notícias

Guiné-Bissau: Três agentes das Forças da Ordem Pública foram detidos

228 Visualizações | Luanda Digital

O motivo da detenção prende-se com o seu envolvimento em cortes e roubo de cabos de luz eléctrica no Estádio Nacional 24 de Setembro, a 24 de Março, deixando o lugar sem qualquer tipo de iluminação, afectando igualmente a placa electrónica deste maior centro desportivo da Guiné-Bissau. Em declarações à PNN, o ministro da Administração Interna advertiu que não vai haver qualquer tipo de protecção aos agentes da força da ordem que estejam envolvidos em actos de natureza criminal. O responsável máximo da Administração Interna informou que o caso já se encontra nas mãos das estruturas competentes do Ministério, tendo adiantado que os suspeitos desta prática estão detidos e vão ser levados à justiça. «O assunto já se encontra nas mãos das autoridades do Ministério, onde podemos confirmar que se trata de um agente da Polícia e de outra pessoa da Guarda Nacional, que vão ser trazidos à justiça, mas pode ter como certo que não vai haver nenhuma protecção para qualquer agente que esteja envolvido em actos de natureza criminal», garantiu. Sobre a audiência, Octávio Alves disse que é fundamental que haja colaboração entre o Ministério da Administração Interna e o Ministério Público no aspecto de investigação criminal. «Para que a investigação criminal, que é coordenada pelo Ministério Público, seja efectivada da melhor forma e que haja a coordenação entre os responsáveis máximos das duas instituições, onde os agentes devem estar permanentemente à disposição da justiça para que esta possa exercer as suas actividades de justiça de uma forma eficiente», referiu. Para Hermenegildo Pereira, Procurador-geral da República, trata-se de um encontro de concertação entre a sua instituição e o Ministério da Administração Interna, tendo em conta que se trata de um campo de trabalho que envolve todas as partes. «Hoje em dia as investigações também se fazem por parte das forças da ordem, podendo neste sentido dar apoio ao Ministério Público», explicou. A terminar, o responsável máximo do Ministério Público guineense garantiu que serão efectuados mais contactos e relacionamentos entre a sua instituição e o Ministério da Administração Interna.

Fonte: Luanda Digital

c

©2021 ASGLOBAL / Angola Formativa // Viana - Luanda - Angola | Agência WebdesignBYDAS

Voltar ao Inicio

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola

superior

angola

instituto

politécnico

luanda

ciências

licenciatura

doutoramento

mestrado

estudar em angola