Guiné-Bissau: Governo pede esclarecimentos sobre adiamento da retoma da rota da TAP

19-10-2014

A posição foi expressa num comunicado do Conselho de Ministros, que a PNN consultou, datado de 16 de Outubro. Segundo a nota, o Governo esclarece que não recebeu até ao momento qualquer comunicação formal de Lisboa sobre a decisão da TAP e instrui o ministro dos Negócios Estrangeiros, Mário Lopes da Rosa, a encetar contactos com as autoridades portugueses no sentido de se inteirar das circunstâncias que levaram ao sucedido. Importa destacar que a TAP decidiu adiar a retoma dos voos para o país, prevista para 28 de Outubro, alegando «questões operacionais ligadas à empresa», para mais 45 dias, ou seja, até Dezembro, facto que não agradou as autoridades guineenses, que pedem o esclarecimento por parte das autoridades portuguesas. A TAP suspendeu os seus voos para a Guiné-Bissau em Dezembro, na sequência do embarque forçado pelas autoridades guineenses de 74 cidadãos sírios no aeroporto de Bissau, rumo a Lisboa. Portugal e a Guiné-Bissau assinaram em Julho um acordo para retomar as ligações aéreas entre Lisboa e Bissau. O acordo foi assinado pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Rui Machete, e pelo seu homólogo da Guiné-Bissau, Mário Lopes da Rosa, em Lisboa, na presença dos Primeiros-ministros dos dois países, Pedro Passos Coelho e Domingos Simões Pereira, respectivamente. Tiago Seide

Avaliar

Comentários (X)

Deixe um comentário...