Notícias

Guiné-Bissau: Governo denuncia falsificação de diplomas pelos professores nas escolas públicas

287 Visualizações | Luanda Digital

Falando à PNN durante a cerimónia de abertura de semana académica subordinada ao tema: «Ensino Superior e Desenvolvimento», Maria Odete Costa Semedo afirmou ainda que se encontram hoje, no sistema de ensino guineense, alunos a fazerem uso de certificados falsos, professores a falsificarem diplomas para subirem de letras de vencimento, e questionou: «Que classe é esta que estamos a construir. Isto não orgulha nenhum professor», referiu, dizendo ainda que o Ministério tem na posse diplomas falsos que estiveram com professores do sistema guineense. A titular da pasta da Educação convidou ainda os estudantes guineenses a denunciarem o que classificou como «cabalindadi», ou seja, a prática do mal pela classe, que está a ser praticada pelas instituições privadas do país que dão certificados falsos, acusando de terem alunos ou estudantes que já estão no 2.º e 3.º anos de curso sem que tenham ainda depositado os seus certificados do 12.º ano. «Será que o fizeram? Demora assim tanto levantar o nosso certificado do 12.º ano? Então, sejam vocês a denunciarem este tipo de ´cabalindadi´. Denunciem porque não podem estar a usufruir dos mesmos direitos e regalias de quem não se esforçou, de quem não estudou para merecer formar-se numa universidade» desafiou Odete Costa Semedo, dizendo que formar o homem hoje é construir uma nação amanhã. «Estamos hoje numa comunidade académica com países da UEMOA, onde essas pessoas vão. Vão falar de que ciências senão a dominam. Vão falar de que academias? Porque no fundo, estas pessoas sabem que não pertencem a essa classe. Estão a mentir para vocês mesmos. Estou a dirigir estas palavras àqueles que praticam estes actos e peço desculpa aos sinceros, aos que lutam, aos que batalham para serem homens de amanhã» disse. Odete Semedo desafiou ainda os responsáveis das instituições universitárias a redimensionar as instituições de formação do país, tendo em conta os novos desafios mundiais. Redimensionar o intercâmbio entre as universidades e o tipo de parceria até aqui desenvolvida, de modo a facilitar a circulação de resultados parciais de pesquisas, produções científicas. Referindo-se à organização das escolas públicas, a ministra não poupou as críticas: «Não são palavras aplaudidas porque doem. Porque cada um de nós sabe exactamente o que faz. Muitos aqui, já tiraram carteiras das escolas públicas e levaram para escolas privadas, que criaram ou em que participaram na criação. Tomemos o exemplo do nosso patrono, Francisco Mendes, pelo que diz respeito à integridade, ao empenho, ao profissionalismo e amor a pátria. É fácil criticar. É fácil apontar dedo e pedir. O difícil é nós perguntarmos a nós mesmos qual é a nossa responsabilidade, qual é o nosso limite. É difícil. É difícil confessar o próprio pecado. O director da Escola Normal Superior Tchico Té, Fernando Baial Sambú, apelou à ministra da Educação a encetar contactos para a retoma da cooperação com a Escola Superior de Educação de Viana de Castelo, como forma de elevar o nível dos professores, o que irá contribuir para a concretização das aspirações do país em aderir ao sistema LMD (Licenciatura, Mestrado e Doutoramento) à semelhança de outros países da sub-região. A Educação e o desenvolvimento, o problema de acesso e financiamento do Ensino Superior e a pesquisa são, entre outros, temas da semana académica que hoje se inicia e termina a 7 de Fevereiro, dia do patrono da Escola Normal Superior Tchico Té. Estiveram presentes no acto a ministra da Saúde Pública, Valentina Mendes, e Maria Augusta Mendes também conhecida por Tchutcha Mendes, viúva de Tchico Té. A Escola Normal Superior Tchico Té foi baptizada com o nome de Tchico Té em 1979, um ano depois de Francisco Mendes vulgo Tchico Té, Abdu Djiop Abdurame, nome que adquiriu durante a guerra colonial, primeiro Primeiro-ministro da Guiné-Bissau, depois da independência da Guiné-Bissau, morrer num acidente de viação.

Fonte: Luanda Digital

c

©2021 ASGLOBAL / Angola Formativa // Viana - Luanda - Angola | Agência WebdesignBYDAS

Voltar ao Inicio

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

licenciatura

doutoramento

mestrado

universidades