EUA: Obama tira Cuba da lista de países que apoiam o terrorismo

14-04-2015

O presidente Barack Obama decidiu retirar Cuba da lista de países que apoiam o terrorismo. Uma medida importante para tirar um dos obstáculos do restabelecimento das relações bilaterais. Obama enviou ao Congresso documentos exigidos para a análise e um certificado emitido pelo Departamento de Estado que afirma que o país não patrocinou nenhum tipo de acção terrorista nos últimos seis meses e garantias de que não vai apoiar actos de terrorismo internacional no futuro. O Congresso norte-americano tem agora 45 dias para referendar a decisão de Obama. Se a decisão de Obama for aprovada pelo Congresso, Cuba vai voltar a ter acesso ao sistema bancário dos Estados Unidos, autorizar a abertura de uma embaixada e facilitar a intensificação do comércio. A lista foi criada em 1979, quando EUA enfrentavam onda de atentados no Médio Oriente. Na altura, o Congresso norte-americano aprovou uma lei que impôs sanções financeiras a quatro países acusados de patrocinar o terrorismo: o Iraque de Saddam Hussein, a Líbia de Muammar Kadhaffi, a Síria de Hafez al-Assad, e o Iêmen do Sul. Cuba foi incluída em 1982, acusada de apoiar movimentos de guerrilha na Colômbia e na América Central.

Avaliar

Comentários (X)

Deixe um comentário...