Chineses acusados de espionagem económica

19-05-2015

Seis cidadãos chineses, três deles professores universitários, foram acusados de espionagem económica e roubo de segredos comerciais em benefício de universidades e empresas controladas pela China. O esquema terá começado em 2006. quando os acusados terão roubado segredos comerciais de duas empresas de semicondutores – Avago Technologies, com sede na Califórnia, e Skyworks Solutions, com sede em Massachussetts. O esquema envolveu o roubo da tecnologia denominada FBAR, que permite filtrar sinais indesejados de telefones móveis e outros aparelhos. Segundo os investigadores, o esquema foi montado com a criação de uma empresa fictícia chamada Novana nas Ilhas Cayman, para fabricar produtos tecnológicos rivais que seriam apresentados por uma companhia chinesa baptizada como ROFS Microsystems. Segundo o Departamento de Justiça, esse é o décimo primeiro caso de espionagem económica com base em uma lei de 1996. Caso os seis acusados sejam condenados, esperam-lhes severas sentenças, visto que a justiça norte-americana guarda prevê penas pesadas para casos de espionagem.

Avaliar

Comentários (X)

Deixe um comentário...