Da Terra à Lua

Júlio Verne

Ciências Naturais

Da Terra à Lua (no original em francês De la Terre à la Lune) é um romance de ficção científica do escritor francês Júlio Verne, publicado em 1865.

Conta a saga do Gun Club (Clube do Canhão), uma organização americana  especializada em armas de  fogo, canhões e balística em geral, e da ideia de seus membros em construir um enorme canhão para arremessar um projétil de forma cilindro-cônica à Lua.

Um aventureiro francês chamado Michel Ardan, de modos extravagantes, propõe que o projétil lançado seja tripulado e se apresenta como candidato a "astronauta". Depois desta surpreendente proposta, dois dos membros do "Gun Club" também embarcam nesta "loucura". 

Para que este empreendimento se realizasse, foram construídos um canhão, uma bala oca, e um telescópio, todos de dimensões impensáveis, a quantidade de pólvora usada também era de volumes impensáveis.

Depois de disparada, a bala quando se aproximou da Lua, em vez de alunissar (pousar em solo lunar), entrou em órbita da própria lua. Os três passageiros apenas tinham mantimentos para 2 meses, ficando a saga em aberto. O futuro dos três astronautas, é descrito na obra Autour de la Lune, publicado quatro anos depois, ambos também são comercializados em um único livro.

Em 1889, Verne lançaria uma nova sequência: Sans dessus dessous, onde os membros do Gun Glub tentam mudar a inclinação da Terra.

Entre algumas coincidências notórias do livro com a exploração do espaço pelo homem, estão:


descrição do módulo com três astronautas; O local de partida da nave em Tampa, nos EUA, apenas a 30 km de distância de onde realmente sairia a Apollo 11 cerca de cem anos depois;O nome de alguns astronautas, como Michel Ardan, é semelhante ao Michael de Michael Collins; e Ardan, ao do astronauta Edwin Aldrin).

Descarregar

Avaliar

Outras Sugestões

Comentários (X)

Deixe um comentário...