A Ideologia Alemã

Karl Marx e Friedrich Engels

A Ideologia Alemã (originalmente A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas; em alemão: Die deutsche Ideologie. Kritik der neuesten deutschen Philosophie in ihren Repräsentanten Feuerbach, B. Bauer und Stirner, und des deutschen Sozialismus in seinen verschiedenen Propheten) é o primeiro livro escrito conjuntamente (mas não o primeiro a ser publicado pela dupla) por Karl Marx eFriedrich Engels. É considerado como um dos mais importantes livros escritos por estes dois autores e marca uma fase intelectual mais avançada de Marx, além de seu rompimento com o chamado hegelianismo de esquerda. O objetivo fundamental da obra é fazer uma crítica aos \"jovens hegelianos\", principalmente os filósofos Ludwig Feuerbach, Bruno Bauer e Max Stirner (que dão título, respectivamente, aos três capítulos do livro), como produtores de uma ideologia alemã conservadora, apesar de se auto-denominarem teóricos revolucionários.

Marx aponta para o fato de que, para estes filósofos, as transformações da sociedade se originam somente no plano do pensamento e nunca alcançam a realidade concreta. Isto porque cada um deles, criticando a teoria hegeliana, adota um aspecto desta, sem romper com a falsa noção, segundo Marx, de que é o espírito humano, e não a atividade humana, o sujeito da história. Assim, para tais filósofos, as ideias adquirem autonomia e passam a subjugar o mundo, devendo o pensador, para transformar a realidade, substituir as ideias reinantes por outras que considere libertadoras e verdadeiras (uma consciência humana para Feuerbach, crítica para Bruno Bauer e egoísta para Max Stirner).

A elaboração do manuscrito foi concluída em 1846, ainda sem uma redação definitiva. De acordo com o que é informado no prefácio deContribuição para a Crítica da Economia Política, não foi possível a imediata publicação de tal material. No entanto, os autores não demonstraram amargura com isso:

\"Abandonamos tanto mais prazerosamente o manuscrito à crítica roedora dos ratos, na medida em que havíamos atingido nosso fim principal: ver claro em nós mesmos.\"

Publicado postumamente e parcialmente ao longo dos anos, chegou totalmente ao público apenas em 1933, simultaneamente lançado em Leipzig e Moscou.

Fonte: Angola Formativa


DESCARREGAR (PDF)

Deixe um Comentário

Deixe aqui o teu comentário ou a pergunta sobre o tópico para ajudar a comunidade ou para que a comunidade o ajude a si

Comentários

©2021 ASGLOBAL / Angola Formativa // Viana - Luanda - Angola | Agência WebdesignBYDAS

Voltar ao Inicio

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

luanda

doutoramento

mestrado

licenciatura

faculdades