Sobre a Questão Judaica

Karl Marx

\"Sobre a Questão Judaica\" (em alemão: \"Zur Judenfrage\") é um ensaio de Karl Marx escrito no outono de 1843. É uma das primeiras tentativas de Marx de lidar com categorias que seriam chamadas mais tarde de Materialismo histórico - concepção materialista da história. Tem-se argumentado que a obra contém manifestações de anti-semitismo - ver seção Interpretação abaixo.

O ensaio critica dois estudos sobre a tentativa dos judeus de conseguir emancipação política na Prússia de autoria de outro jovem hegeliano, Bruno Bauer. Bauer argumentou que os judeus somente poderiam atingir a emancipação política se renunciassem a sua consciência religiosa particular, uma vez que a emancipação política requer um estado secular, que ele assume não deixar muito \"espaço\" para identidades sociais como a religião. De acordo com Bauer, as demandas religiosas são incompatíveis com a idéia de \"Direitos do Homem.\" A emancipação política verdadeira, para Bauer, requer a abolição da religião.

Marx usa o ensaio de Bauer como uma oportunidade para a sua própria análise dos direitos liberais. Marx argumenta que Bauer está equivocado na sua suposição de que num \"estado secular\" a religião não iria desempenhar um papel proeminente na vida social, e, como exemplo se refere à persistência da religião nos Estados Unidos, que, ao contrário da Prússia, não tinha religião de estado. Na análise de Marx, o \"estado secular\" não está em oposição à religião, na verdade a pressupõe. A remoção das qualificações de cidadãos relacionadas à religião ou à propriedade não significava a abolição da religião ou da propriedade, apenas introduzia uma nova forma de ver o cidadão desconexo dessas coisas. Nessa nota Marx vai além da questão da liberdade religiosa em direção à sua preocupação maior - a análise de Bauer da \"emancipação política.\" Marx conclui que enquanto indivíduos podem ser \'espiritualmente\' e \'politicamente\' livres em um estado secular, eles ainda podem estar presos à restrições materiais sobre a sua liberdade pela desigualdade de renda, uma suposição que iria formar mais tarde de sua crítica ao capitalismo.

Fonte: Angola Formativa


DOWNLOAD (PDF)

Leave a comment

Leave your comment or question on the topic here to help the community or for the community to help you

Comments

©2021 ASGLOBAL / Angola Formativa // Viana - Luanda - Angola | Agência WebdesignBYDAS

Back to start

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades

superior

instituto

angola

politécnico

ciências

master

luanda

formação avançada

universidades

faculdades