Informação

O modelo da Licenciatura em Ciência Política e Administração do Território ministrado pela Universidade Gregório Semedo, apresenta uma base curricular inovadora e interdisciplinar, de “múltipla entrada”, entroncando saberes e propósitos, incidindo-se especialmente nas áreas de políticas públicas, ciência política, economia e gestão e planeamento/ordenamento regional e urbano.

A pertinência deste curso encontra-se fortemente ancorada na necessidade de se encontrar respostas qualificadas e sustentáveis, técnica e politicamente, para o enorme esforço de reconstrução e desenvolvimento que Angola hoje enfrenta e que se manterá como “obrigação” estratégica nas próximas décadas.

O curso tem por objectivo principal a formação de profissionais capazes de responder às necessidades e desafios que se colocam actualmente à Administração Pública nas sociedades modernas, preparando licenciados com um conhecimento multi e transdisciplinar da realidade angolana, bem como dos contextos internacionais em que a mesma se insere, particularmente a SADC e os Países de Língua Oficial Portuguesa.

De igual modo, este curso visa a formação de técnicos superiores dotados de competências para uma inserção adequada nas estruturas administrativas, provinciais e municipais, assim como em organizações que tenham com a Administração Pública, aos seus vários níveis, relações de grande interdependência.

Nas dimensões mais específicas, visa-se:

 

  • A preparação de profissionais com capacidade para implementar as políticas sectoriais, quer ao nível da administração central, quer regional/provincial, quer local;
  • A preparação de profissionais com competências para intervir de forma mais adequada e inovadora não só nos vários sectores políticos e administrativos da sociedade angolana e internacional, mas também noutras esferas da vida social, política e económica;
  • A preparação de profissionais, em que a criação e a consolidação da capacidade de leitura e de análise crítica do território, da paisagem e do ambiente, tendo em conta a sua diversidade, sejam ferramentas adequadas à sua inserção nos vários sectores que lidam com as questões do ordenamento do território.

 

Os licenciados em Ciência Política e Administração do Território poderão exercer actividades num amplo mercado de trabalho, que inclui não apenas os órgãos da Administração Pública, nacionais, regionais/provinciais ou locais, mas igualmente em organizações autónomas e empresas públicas e privadas.

 

Estes profissionais estarão especialmente dotados de competências que lhes permitirão:

  • dominar os instrumentos indispensáveis a uma correcta definição de políticas públicas e gestão, planeamento, acompanhamento e avaliação de acções,
  • desenvolver acção profissional em instituições nacionais e internacionais do sector público, quasi-público (como organizações não-governamentais) e privado (nomeadamente zonas de interacção entre o público e o privado), especialmente nas áreas relacionadas com processos de definição e implementação de políticas públicas e estruturas institucionais e de governance.
  • desenvolver actividades em organismos, públicos ou privados, cuja acção se traduza em ocupação e intervenção do e no território.

 Ponderados os objectivos assinalados, depois de ouvidos os Professores e a Reitoria, e feita uma auscultação de entidades públicas e da sociedade civil, a Direcção da Faculdade de Ciências Jurídicas e Políticas decidiu propor formalmente a criação da Licenciatura, com o Plano de Estudos que segue e que se pretende implementar no ano lectivo 2009.

ORGANIZAÇÃO

Com um curriculum científico constituído por um conjunto de cadeiras obrigatórias que espelham a actualidade e a dinâmica das matérias leccionadas, este curso confere ao aluno um conjunto de conhecimentos teóricos onde se leccionam as bases da ciência política e da ciência da administração e da gestão, a par do ensino quer das disciplinas jurídicas que confluem sobre a administração pública quer de matérias de índole técnico-prática ligadas à actividade de gestão da coisa pública – parte das quais será ensinada em regime de seminário, com a participação de profissionais particularmente qualificados e experientes.

Com isto, procurar-se-á atingir uma especial interpenetração entre formação teórica e formação técnica e prática, sem prescindir também da formação cultural e humanística geral que um licenciado deve apresentar e que é especialmente importante em quem se vocaciona para o serviço público.  

SAÍDAS PROFISSIONAIS

Um dos principais objectivos deste ciclo de estudos é favorecer um leque alargado de saídas profissionais com destaque para quadros e gestores de empresas públicas e instituições que desenvolvem a sua actividade nos principais sectores económicos. Entre as funções que constituem saída profissional para os futuros licenciados contam-se:

  1. Carreira política;
  2. Carreira diplomática;
  3. Quadro da Administração Pública com responsabilidades políticas, nos diversos níveis da administração do território;
  4. Técnico superior e responsável por serviços do Estado;
  5. Gestor de empresas públicas e privadas.

Seja o primeiro a escrever um comentário sobre este curso.

Pré-inscrição/Manifestação de Interesse

A pré-inscrição é uma manifestação de interesse perante este curso. Os serviços acedémicos da instituição, caso o seu perfil esteja de acordo com os requisitos, entrarão em contacto consigo para dar seguimento à sua inscrição.

Indique qual a escola que frequentou, com que média terminou, se possui condições económicas entre outros dados que considere importantes para a primeira avaliação do seu perfil.

Indique os 5 números apresentados na imagem abaixo.

security code

CONDIÇÕES:
a) Angola Formativa não se responsabiliza por eventuais falhas na distribuição das fichas de pré-inscrição às respectivas instituições de ensino.
b) Os dados introduzidos pelos candidatos são da exclusiva responsabilidade dos mesmos.
c) O procedimento de pré-inscrição é um acto de manifestação de interesse do futuro candidato, pelo que deve ser o mesmo a garantir, por outros meios, que este procedimento foi realizado com êxito.

Informação

Documentos Necessários

Depois de efectuada a pré-inscrição deverá preparar a seguinte documentação (que pode variar de instituição para instituição e de grau académico para grau académico):

  • Original e cópia do certificado de habilitações com notas discriminadas do grau de ensino imediatamente inferior ao que se prentede candidatar.
  • Original e cópia do documento de identificação (B.I, passaporte ou cartão de residente).
  • Declaração de serviço, para os candidatos trabalhadores. Documento militar ou policial, caso seja militar ou polícia.
  • Atestado de situação militar regularizada para os candidatos masculinos em idade militar.
  • Três fotografias tipo-passe recentes.
  • Comprovativo do pagamento bancário da inscrição.

Deixe um Comentário

Deixe aqui o teu comentário ou a pergunta sobre o tópico para ajudar a comunidade ou para que a comunidade o ajude a si

Indique os 5 números apresentados na imagem abaixo.

security code

Comentários

A carregar os comentários...

©2017 ASGLOBAL // Viana - Luanda - Angola | Webdesign Angola BYDAS

Voltar ao Inicio